No banner in farm
 
INÍCIO| ARTIGOS| EVENTOS | CURSOS | NEGÓCIOS| COMUNIDADES | TÉCNICOS | PACIENTES | SHOPPING

Cadastre-se Editorial Mapa do Site Quem Somos

Submarino

 Cadastre-se
Seja um membro do RADIOLOGY.COM.BR e receba notícias, eventos e muito mais em seu e-mail.

Nome:

E-mail:

Residente em Radiologia?
Sim
Não


 Shopping
TC de Alta Resolução do Pulmão
Técnicas Radiológicas

Radiologia: Perguntas e Respostas: o Pequeno Livro Verde
Radiologia Odontológica

Ultra-Sonografia em Obstetrícia e Ginecologia
Compêndio de Radiologia

Ultra-Sonografia em Obstretrícia e Ginecologia
Segredos em Radiologia

Ressonância Magnética em Ortopedia e Medicina Esportiva
Fundamentos de Radiologia

Fundamentos de Radiologia de Squire
Fundamentos de Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CVarredura em Ultra-Sonografia: Princípios e Protocolos
Paul & Juhl: Interpretação Radiológica


 Fale Conosco

Informações Gerais

Comercial

 
O que é Tomosíntese Mamária
 

Por Luciano Fernandes Chala - Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP , Hospital Alemão Osvaldo Cruz , Grupo Fleury

Uma das aplicações mais avançadas da mamografia digital, a tomosíntese vêm ganhando espaço graças à possibilidade de aumento das taxas de detecção de câncer mamário.

A tomossíntese é uma aplicação avançada da mamografia digitalque permite uma avaliação tridimensional da mama; o equipamento de tomossíntese é semelhante ao da mamografia.

Na tomossíntese mamária, são obtidas múltiplas finas imagens da mama, que são analisadas em uma estação de trabalho dedicada com monitores de alta resolução. Ela é realizada com a mama comprimida, como na mamografia, e a duração do exame é curta.

A tomossíntese mamária reduz ou elimina os efeitos da sobreposição de tecido mamário denso na detecção do câncer de mama e na geração de resultados falso-positivos.

Assim, ela tem o potencial de refinar a caracterização dos achados mamográficos, reduzir as taxas de reconvocações para complementações, reduzir o número de biópsias e, principalmente, de aumentar as taxas de detecção do câncer de mama, sobretudo, em mulheres com mamas densas. Os estudos clínicos iniciais mostram uma tendência para detectar cânceres adicionais ocultos na mamografia e para reduzir as taxas de reconvocações.

A tomossíntese mamária, entretanto, é considerada uma técnica em evolução e não deve ser utilizada como substituta dos métodos de diagnóstico por imagem convencionais, sobretudo, da mamografia no rastreamento do câncer de mama, quando indicada, deve ser realizada em conjunto com a mamografia.

Ref: http://www.sbmastologia.com.br/cancer-de-mama/rastreamento-diagnostico-cancer-de-mama/tomossintese-mamaria-15.htm

 

© 2007 - Radiology.com.br